SNA participa de nova audiência com a Latam relativa à ação de redução de força de trabalho

O Sindicato Nacional dos Aeronautas participou de mais uma audiência com a Latam Linhas Aéreas S/A na tarde da última quinta-feira, 4, para discutir a situação dos demitidos pela empresa.

Durante a sessão, a empresa propôs novo acordo aos profissionais que foram desligados. Para os pilotos, foi oferecida a opção de aceitar o pacote anteriormente oferecido, que consistia em revalidação do simulador e teste ICAO – uma tentativa, ou uma indenização de R$ 600, por ano trabalhado, para comandantes e R$ 500 reais, por ano trabalhado, para copilotos. Além de Staff Travel até o final do ano.

Para os comissários, a empresa propôs o mesmo oferecido anteriormente, que consistia em empresa de recolocação no mercado e Staff Travel até o final do ano, ou uma indenização de R$ 400 por ano trabalhado mais Staff Travel até o final do ano.

Por solicitação da justiça, nova assembleia será convocada para o dia 11 de agosto – edital e locais a serem confirmados – para apreciação desta proposta pelos demitidos.
Foi explanada perante o juízo o entendimento do SNA que a proposta é insuficiente e que há a necessidade de resolução rápida desta questão.

Além da questão dos demitidos, foi debatido um acordo em relação à eventuais futuras demissões. Para os funcionários da ativa, a empresa propôs um acordo que consiste em PDV sem compensação financeira adicional; licença não remunerada (LNR); e dias não remunerados à critério do tripulante.

O SNA efetuou contraproposta, indicando um PDV com incentivo (um salário), uma LNR, com estabilidade após o retorno igual ao período da licença, e dias não remunerados à critério exclusivo do tripulante. Além disso, foi proposta a estabilidade para todo o grupo no período do acordo. Porém, a empresa não aceitou as alterações propostas pelo SNA.

Perante o juízo, foi deliberado que uma proposta de PDV, LNR e dias não remunerados à critério do tripulante será levada para deliberação em assembleia no dia 12 de agosto, com locais e horários a confirmar. Os detalhes de cada proposta serão esclarecidos nessas assembleias.

O SNA esclarece que compreende ser possível evitar a redução de postos de trabalho, pois existem inúmeras alternativas a serem colocadas em prática antes de redução de quadro. Essas alternativas estão sendo utilizadas com sucesso por outras empresas.

Por isso, é imprescindível a participação de todos os tripulantes que puderem comparecer às assembleias, para que entendam o andamento das negociações e possam analisar com clareza todas as informações. O momento é de união para que consigamos alcançar juntos a melhor saída neste momento.